Futebol feminino

Jenni Hermoso revelou que sofreu “assédio e pressão constante” na sequência do beijo de Luis Rubiales

A jogadora diz que o beijo nunca foi consentido, mesmo depois de reveladas as imagens que mostram os comentários posteriores no autocarro.

Jenni Hermoso confirmou ao juiz que, após o beijo, estava sob constante pressão da comitiva de Rubiales. A futebolista declarou-se como vítima na audiência nacional: “agora tudo está nas mãos da Justiça”. O juiz Francisco de Jorge espera que o seu interrogatório seja o “último”.

O vídeo divulgado, tornou suspeitos e questionáveis os contornos em torno do polémico beijo dado pelo Presidente da Federação Espanhola de Futebol. A jogadora espanhola aparece a rir do momento do beijo ao lado das colegas de equipa, que também riem e gritam entusiasmadas “Beijo, beijo”. O vídeo divulgado nas redes sociais foi captado no interior do autocarro onde seguiam as jogadoras depois de se terem consagrado campeãs do mundo. Jenni Hermoso e as colegas foram filmadas a reverem o momento do beijo no telemóvel e aparentemente a brincarem com esse momento. Vê-se também algumas jogadoras a compararem esse beijo ao que Iker Casillas deu à então namorada e repórter Sara Carbonero, depois da conquista do mundial de futebol masculino. Vê-se ainda o Presidente da Federação espanhola, Luis Rubiales, a entrar no autocarro quando as jogadoras partilham este momento de aparente tolerância e brincadeira em torno do controverso beijo do dirigente desportivo.

Jenni Hermoso tornou-se uma das mulheres mais influentes do mundo em 2023, de acordo com o jornal Financial Times, que a incluiu na lista, juntamente com a cantora Beyonce e Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia.

Leave a Reply